Roteiro de 2 dias em Viña del Mar e Valparaíso – Parte II

Depois de uma noite cheia de aventuras e muitas risadas, o dia amanheceu lindo em Viña del Mar. Nossa estadia por ali já estava terminando, era hora de conhecer Valparaíso, a cidade dos morros, das cores e do porto, e então voltar para Santiago.

Fizemos o check-out no hostel depois do café da manhã e deixamos nossas coisas guardadas na recepção, na volta passaríamos por ali para pegar.

O céu estava limpíssimo – aquele famoso “céu de brigadeiro”. Decidimos ir de ônibus para Valparaíso, assim como fizemos na noite anterior – mas dessa vez com um motorista menos louco.

No caminho até o parada do ônibus passamos por outros lugares legais de Viña del Mar, como o Cassino e o Relógio da Floresque lembra o Relógio das Flores aqui de Curitiba.

Viña del Mar - Cassino, Relógio das Flores e Pelicanos
Viña del Mar – Cassino, Relógio das Flores e Pelicanos

Também passamos novamente pelo Castelo Wulff, onde paramos para observar um grupo de pelicanos que estavam nas pedras beirando o mar.

Castillo Wulff - Viña del Mar
Castillo Wulff – Viña del Mar

Foi ali pertinho que pegamos o ônibus com destino a Valparaísoé um ônibus desses de linha mesmo, bem simples. Acabamos marcando bobeira e descemos antes da hora. O centro principal de Valparaíso ainda estava longe. Pensamos em pegar o metrô – que é o meio de transporte mais comum para os visitantes que vão de uma cidade a outra – mas decidimos seguir a pé mesmo.

A caminhada sob o sol forte foi de esquentar o coco – mas valeu para conhecer um pouco mais da cidade. Depois de uma boa caminhada chegamos ao Monumento a Arturo Prat, que foi um advogado chileno e oficial da marinha.

Monumento a Arturo Prat - Valparaíso, Chile
Monumento a Arturo Prat – Valparaíso, Chile

Logo em frente ao monumento fica o Edifício Primera Zona Navaluma construção de estilo neoclássico francês. Estava rolando uma feirinha em frente ao prédio – imagino que a feira sempre aconteça aos domingos, mas não vi coisas muuito interessantes por ali.

Edifício Primera Zona Naval - Valparaíso
Edifício Primera Zona Naval – Valparaíso

Como nossa caminhada foi puxada, decidimos comer em algum restaurante ali por perto. Procuramos por um com um movimento legal – quando eu não tenho indicação evito os lugares vazios #mania.

O nome do lugar era Lord Byron Coffee Bar, fica bem perto do Edifício Primeira Zona Naval. Comi um salada de entrada e depois um arroz com filé de peixe.

Lord Byron Coffee Bar - Valparaíso
Lord Byron Coffee Bar – Valparaíso

 

Achei o restaurante ok, mas não tinha nada de mais – o peixe estava bem gordurento na verdade. Acho que poderia ter encontrado algo melhor.

Depois da pausa do almoço, chegou a hora de subir um cerro – ou morro, em português. Valparaíso tem vários cerros e dependendo do seu tempo você pode subir em um ou mais.

Justo o que eu e o Rafa escolhemos para subir, o Cerro Artillería, estava com o elevador estragado – que na verdade é um funicular. Não tínhamos tempo de ir até outro cerro. Uma senhora então indicou uma van para fazer um caminho alternativo – fomos falar com o motorista mas a saída também ia demorar.

Então, como diz o ditado: “Se não tem tu, vai tu mesmo!”. Decidimos subir andando mesmo, na cara e na coragem. Ahhh, deixa eu já dizer que a subida foi susse! Na próxima vez nem tentaria subir de outra forma, curti bem mais ir andando e passando pelas casinhas coloridas e curtindo cada cantinho da cidade.

Cerro Artillería - Valparaíso
Cerro Artillería – Valparaíso

O Cerro é alto e lá baixo dava pra ver a cidade ficando pequena e o porto surgindo ao fundo – detalhe para o tamanho do navio cruzeiro que estava ancorado por lá.

Curti demais conhecer essa parte da cidade. As casas todas coloridas, com cores fortes e vibrantes. Paredes desenhadas e tudo parecia de alguma forma combinar.

Cerro Artillería - Valparaíso
Cerro Artillería – Valparaíso
Cerro Artillería - Valparaíso
Cerro Artillería e as casas coloridas de Valparaíso
Cerro Artillería - Valparaíso
Cerro Artillería – Valparaíso

Lá no topo desse cerro fica o Museu Naval e Marítimo. Nossa ideia era visitar o museu mas ele estava fechado #ficaPraPróxima.

Museu Naval e Marítimo - Valparaíso
Museu Naval e Marítimo – Valparaíso

Perambulamos mais um pouco por ali e logo descemos. Já estavámos com as passagens de Viña del Mar para Santiago compradas, então não podíamos atrasar.

Relato paralelo

No ônibus de Valparaíso para Viña del Mar, adivinha?!?!  Encontramos outro motorista bem louco!! Esse decidiu puxar papo com a gente e ficou conversando durante o caminho – com o detalhe de que ele andava bem rápido e ficava olhando pra gente, sem prestar atenção em nada no trânsito #medo.

Ele ainda quis gralhar o Brasil dizendo que os ônibus eram fabricados no Brasil e eram muito ruins… hahahah #quetriste.

No fim ainda apareceu um cara doidaço no ônibus. Quando ele entrou eu tive certeza que ele mostrou a lingua pra gente – mas sentou no banco de trás, então não consegui contar pro Rafa. Quando nós desembarcamos eu falei rápido pro Rafa olhar e…. sério, acredite… ele estava fazendo uma careta muito estranha e lambendo o vidro enquanto olhava pra gente #muitoMedo.

* * * *

Chegamos em Viña del Mar e tiver que correr para não perder nosso ônibus para Santiago. Mas no fim tudo deu certo e chegamos bem em Santiago. Ahh, deixa eu te lembrar: acesse o Booking para encontrar opções de hospedagem em Viña del Mar e Valparaíso com os melhores preços e ainda ajude o blog, pois somos afiliados ao Booking

Uma parte triste da viagem

Não posso deixar de mencionar um dos episódios mais tristes dessa viagem. Logo que chegamos em Santiago ficamos sabendo que um incêndio havia começado em Valparaíso, pouco minutos depois que saíamos de lá.

O incêndio teve grandes proporções: afetou mais de 11 mil pessoas, deixou pelo menos 15 mortos e destruiu cerca de 2.500 casas.

Fotos: 1 e 2 Alberto Miranda-AFP / 3. Eliseo Fernandez-Reuters / 4. Hans Scott - Agência Uno - Xinhua
Fotos: 1 e 2 Alberto Miranda-AFP / 3. Eliseo Fernandez-Reuters / 4. Hans Scott – Agência Uno – Xinhua

Sério, fiquei de coração partido ao saber da notícia. Por toda Santiago se estabeleceram postos de coleta para receber doações de roupas e alimentos. Cartazes com a tag #FuerzaValpo podiam ser vistos por toda cidade indicando os postos de coleta.

Infelizmente não sei dizer com propriedade qual parte da cidade foi destruída e como estão as coisas por lá hoje. Caso algum leitor tenha informações mais recentes e queira compartilhar aqui nos comentários, eu ficaria agradecido.

Veja aqui a primeira parte do Roteiro de Viña del Mar e Valparaíso. Lembre-se, o Seguro Viagem é importe em qualquer viagem internacional. Não marque bobeira!! Aqui no blog você tem um cupom com 15% de desconto para contratar o seu, pegue aqui o cupom.

mondial-pos-2016

Meu Primeiro Mochilão

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 29 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

32 Comments

  1. fernanda

    Robson adorei as dicas; especialmente porque em maio irei conhecer o Chile, com isso já posso programar melhor minha viagem!!!!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Opaa.. que bom Fer.. fico feliz em saber que o blog está ajudando…

      Depois volta aqui para contar como foi a viagem

      Reply
    2. Layse

      Fernanda, em qual semana irá? Vou na segunda semana de maio. Seria legal ter mais gente por perto, isso facilitaria para fechar passeios.

      Reply
    1. Robson Franzói

      Aehhhh, isso aí Carlos… tem que se programar mesmo!!! Que bom que o blog ajudou!! Fica de olho que ainda tem bastante conteúdo pra entrar aqui..

      Grande abraço!!!

      Reply
  2. caroline

    Robson, só uma dúvida? Em Valparaíso as ruas dos cerros são seguras? Você foia pé e estava tudo tranquilo? Vou em agosto e pretendo fazer esse passeio avulso, sem os guias e tal porque é mais econômico…

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Carol… tudo bem?? Eu andei por lá durante o dia e acheo super tranquilo. Fiz tudo a pé sim… Só peguei o transporte público para ir de Viña até Valpo. Dizem que a noite em Valpo é mais perigoso, mas depende do lugar que você vai também…. Eu até fui a noite, em uma baladinha por lá e achei o lugar bem exótico, mas foi tudo bem…. Você não precisa de guia não, é tranquilo ir por conta mesmo… Qualquer outra dúvida é só dar um grito

      Reply
  3. Luana Alves

    Olá, tudo bem?

    Eu e meu esposo vamos para Santiago e gostaríamos de saber, se tem algum meio de transporte publico para ir a Valparaíso e Viña del Mar? Ou precisamos de uma agencia de tours para ida e volta?

    Se tiver uma indicação de uma agencia de tours, por favor nos informar.

    Aguardo a sua resposta!

    Obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Luana, tudo bom? Para ir de Viña para Valpo você pode ir de metrô/trem ou mesmo de ônibus. É um percurso curto, mas não dá pra ir andando… de ônibus vai uns 15 minutos… Não precisa de agência não..

      Se tiver qualquer dúvida é só dar um grito por aqui

      Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Lu… então… em Santiago eu até fui até a Casa de Pablo Neruda, mas acabei nem entrando…. Eu já tive algumas experiências nesse tipo de atração que não curti muito. Visitei a casa do Gaudí em Barcelona e, por não conhecer bem a história nele, achei que não valeu muito pra mim. Mas isso vai do gosto de cada um… Em compensação a Casa de Anne Frank em Amsterdam eu achei imperdível.. Lá Sebastiana eu não conheci…

      Reply
  4. Carla

    Oi Robson,
    Estou acompanhando seu blog com atenção inclusive mas me perdi nas contas
    Ao todo foram quantos dias no Chile? Vou tentar copiar seu roteiro

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Carla, então, a minha viagem durou 15 dias no total… sendo 4 dias para a viagem ao Salar, na Bolívia. Foram 4 dias completos no Atacama e o restante eu fiquei em Santiago – com direito a um dia em Viña del Mar e outro em Valparaíso.

      Qualquer coisa é só dar um grito aqui

      Reply
  5. Renata

    Oi Robson…uma delícia seu blog… Então…resolvi fazer minha primeira viagem sozinha e meu destino será o Chie. Como não estou de férias terei cinco dias contando chegada e partida

    Quis correr um pouco da mesmice e turistada e ficar 4 destes dias em Valpo e Viña, o que acha? Pensei em conhecer Santiago no último dia só.

    Obrigada pelas dicas.

    Sds,

    Renata Cruz

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Rê, tudo bom? Legal que chegou aqui e está curtindo o blog…. Então, bom.. o seu tempo não é muito longo, mas eu não sei se seria legal deixar 4 dias só para Viña e Valpo, até porque Santiago tem mais coisas para ver… mas entendi a sua ideia de fugir do comum e ver coisas diferentes… Eu acho que seria legal então você procurar algumas coisas para fazer, tipo… vinícolas para visitar pode ser uma boa… existem algumas no caminho de Santiago para Viña…. tente ver algumas coisas para preencher seu tempo…. a viagem vai ser legal, pode apostar

      Espero ter ajudado… qualquer dúvida é só gritar por aqui

      Reply
  6. Thaise

    Robson,

    Percebi que você amou Valpo, mas muitas pessoas já me disseram que não vale muito a pena. Se eu não for, perco muito? Viña está no roteiro… Obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Thaise… então, eu gostei sim.. mas não é algo imperdível… mas assim, já que você vai até Viña, eu daria um pulo em Valpo… pois é bem pertinho…. mas tudo pode influenciar… eu fui lá em um dia de sol…. a cidade estava calma… eu subi no morro e achei que valeu a visita…. Mas foram apenas algumas horas por lá… se estiver se divertindo em Viña, pode deixar Valpo para outra oportunidade…. Mas tente dar um pulinho lá, bem rapidinho….

      Reply
  7. Vanessa

    Robson, boa tarde!

    Estarei indo para santiago agora em Dezembro e pretendo visitar Valparaíso pela manhã e Viña del Mar a tarde.
    Estou com uma duvida enorme, por favor, me ajuda!
    Onde os onibus que vem de santiago desembarcam em ambas as cidades?

    Preciso montar meu roteiro mas não consigo descobrir onde vamos desembarcar para verificar a distancia e tudo mais.
    Procuro no mapa do google, mas não aparece.

    Aguardo.
    Obrigada!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Vane, tudo bom?? Desculpa a demora pra te responder…. estava em Nova York e só agora estou conseguindo responder os comentários aqui…

      Aqui está o link com a localização do terminal no google maps: https://goo.gl/maps/7G8Hd

      Espero que ajude…. Se tiver qualquer dúvida é só dar um grito aqui

      Reply
      1. Vanessa

        Oi Robson, obrigada pelo teu retorno.

        Outra dúvida que eu tenho.
        É seguro levar dinheiro em espécie para trocar nas casas de cambio no centro?
        Quero dizer, sair do Brasil já com esse dinheiro. Você recomenda o uso de cartão pré-pago feito no Brasil? Tem como fazer o cartão pré-pago direto em Santiago para não ficar perambulando com a grana?

        Obrigada novamente. Seu blog é ótimo.

        Reply
        1. Robson Franzói

          Oi Vane… então… se você ficar sempre atenta e tal, dá pra levar em espécie sim…. Em Santiago parece que a cotação é boa, melhor até do que aqui. De qualquer forma o cartão pré-pago é o mais seguro, só que acaba saindo mais caro. Acho que você não consegue fazer o cartão lá não… melhor fazer aqui. Ou então usar o cartão de crédito, que vai ter as mesmas taxas, só que você fica vulnerável a data de fechamento da sua fatura…

          Espero ter ajudado… se tiver qualquer outra dúvida dá um grito

          Reply
  8. Gustavo Melo

    Robson, tudo bem?

    Excelente blog, ta me ajudando muito. Irei pro Chile em janeiro, tenho 6 dias inteiros em Santiago e mais 4 dias inteiros no Atacama, tu acha que vale a pena passar em Valparaiso?

    Obrigado

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Gustavo, tudo bom e você?

      Então, eu acho que dá pra incluir Valpo sim… na verdade você pode deixar 4 dias para Santiago e passar uma noite em Viña del Mar, assim fica um dia pra Viña e outro pra Valpo…. Foi isso que eu fiz e achei bem tranquilo.

      Qualquer outra dúvida é só dar um grito aqui

      Reply
      1. Gustavo Melo

        To bem…eu vou fazer isso mesmo, vou passar um fds completo em valparaiso e vina del mar. So tenho uma duvida quanto a hospedagem, qual a melhor regiao pra se hospedar em vina del mar?
        Pelo booking vejo que a regiao onde fica o castelo tem muitos hoteis…agradeço pela ajuda.

        Reply
        1. Robson Franzói

          Grande Gustavo, tudo bom? Desculpa a demora, acabei saindo de férias e não te respondi aqui….. Essa região do Castelo é bem legal sim….. eu fiquei mais ou menos perto…. algumas quadras, mas dava pra ir andando até o castelo…

          Qualquer outra coisa é só dar um grito!!

          Reply
    1. Robson Franzói

      Fala Oscar, tudo certo?? O mochilão eu deixei no hostel mesmo…. bem tranquilo… depois passei lá pra pegar e voltei pra Santiago.

      Se tiver qualquer dúvida é só me dar um grito aqui

      Reply
  9. caio davanso

    Fala Robson!
    Massa demais suas dicas…
    Vou em fevereiro de 2017 com esposa e bebe que terá um ano e quatro meses e adoro bater perna, turistar mesmo…rsrsrs.
    Vale a pena mesmo né pernoitar para curtir uma cidade por dia, mesmo com o bebe né?
    Terei seis dias cheios, então pensei em curtir 4 em santiago e 2 entre val e vina, nesses dias de santiago, um para uma vinícola, não pode perder né? rsrsrs, e pensei em ir em cajon de maipo, curtir águas termais, mas dizem que não tem estrutura para ir com bebe. Conhece? O que me diz?
    Caso não role, quatro dias em Santiago tem muita coisa pra se fazer? Já fui em Amsterdam, Espanha e Paris, você acha que Santiago tem um pouco dessas cidades? Algo europeu? Adoro Europa mas a grana apertou e vai ter que ser America do sul,rsrsrs.
    Uma ultima duvida, você acha que R$250,00 para eu, minha esposa e filho, já com hotel pago daqui da para curtir santiago, val, vina e uma vinícola? Além de ir em alguns poucos pontos turísticos e transporte publico, e passagem para val e vina?
    Muito obrigado por sua ajuda e atenção e parabéns novamente.

    Reply
    1. Robson Franzói

      Grande Caio, tudo certo? Que bom que curtiu o blog e o conteúdo que escrevo aqui Fico muito feliz em saber!!

      Então, vamos lá! No caso de você eu acho válido dormir em Viña sim, ainda mais com o baby. Vocês não vão conseguir fazer tudo muito rápido, então é bom ficar mais tempo.

      Sobre Santiago, vale a pena ir em uma Vinícola sim! A Concha y Toro é a mais famosa e o passeio é muito legal. Nessa última viagem que eu fiz para lá eu visite a Santa Rita e adorei!! Achei o passeio inclusive mais completo que o da CyT.

      Sobte Cajon del Maipo, eu conheci nessa última viagem… Mas fui pra lá no inverno, estava tudo coberto de neve (lindooo!!) Mas não tinha nem como chegar nas termas. Mas, pelo que deu pra perceber, não tem estrutura para um baby não. Acho que vocês podem explorar mais Santiago.

      Tem até um museu voltado para crianças que eu visite, não sei se o seu ainda seria muito novo para aproveitar lá… mas acho que pode ser uma opção.

      A grana eu acho que dá sim, sem muitos exageros.

      Desculpa a demora para te responder… Estou desde julho sem conseguir dar uma atenção aos comentários do blog… No meu último post eu comentei um pouco sobre isso…
      Se tiver qualquer outra dúvida é só me dar um grito aqui. Grande abraço!!

      Reply
  10. Barata

    Este roteiro é muito inusitado. Muitos trechos interessantes e sem falar no colorido das casas e ambiente super agradável. Vale muito a pena visitar!!!

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *