Low-cost na Europa: vale a pena?

Alguns leitores me enviaram mensagens perguntando sobre as opções de companhias low-cost na Europa e queriam saber porque eu não costumo utilizá-las.

Bom, realmente eu sempre gostei mais de viajar de trem e já falei isso várias vezes aqui no blog. No final desse post vou relembrar as vantagens de viajar de trem e porque é meu meio de transporte favorito “na Europa“.

Mas agora vamos falar sobre as companhias low-cost.

Para quem está um pouco por fora do assunto, essas companhias são famosas por oferecer vôos a preços bem baixos. Mas como diria minha vó: quando a esmola é demais, o santo desconfia.

Na verdade não é que você precise desconfiar da qualidade ou honestidade dessas empresas, mas você deve ficar muito atento ao que está sendo oferecido.

Antes de mais nada vamos conhecer as principais companhias low-cost que voam na Europa:

Companhias Low-cost na Europa

Rayanair – Uma companhia irlandesa que oferece uma ampla opção de rotas, tendo a sua maioria de operações partindo de Londres.

EasyJet – Uma companhia britânica que voa para mais de 30 países e possui mais de 600 rotas.

Vueling – Uma companhia espanhola que faz parte da Ibéria e voa para destinos na Europa, Ásia e África.

Air Berlin – Não oferece o serviço padrão de low cost, mas apresenta preços bem competitivos.

O que você precisa saber antes de viajar com low-cost:

Você já deve ter visto muita gente por ai comentando sobre os incríveis preços das companhias low-cost – alguns trechos por menos de 20 euros. Sim, isso até existe, mas não é tão simples assim. Essas promoções até aparecem, mas nem sempre você vai conseguir encaixar elas no seu roteiro.

Para você ficar por dentro desse tipo de oferta o ideal é se cadastrar no site de cada companhia e ficar de olho no seu e-mail. De qualquer forma, o preço normal dessas companhias já é bem acessível, principalmente se comparado com as companhias convencionais ou com o que pagamos aqui no Brasil.

Como encontrar o melhor preço?

Minha principal sugestão para você encontrar os melhores preços é o Skyscannerjá falei sobre eles aqui no blog, lembra? O Skyscanner traz todas as companhias low-cost e ainda tem um aplicativo para você instalar no seu smartphone e/ou tablet.

Caso você queria saber se o valor apresentando é realmente interessante, vale a pena comparar o preço das low-cost com o das companhias convencionais.

O barato que pode sair caro

Se você está se perguntando como as low-cost conseguem oferecer preços tão baixos, não ache que é milagre não. Na verdade essas companhias oferecem o mínimo do mínimo para você. Em alguns casos você não vai ter nada de bagagem despachada, nada de bagagem de mão, nada de lanchinho a bordo, nada de pilotoopa, esse tem sim!

A questão é que tudo isso normalmente é cobrado a parte. E vamos deixar claro que o quilo de uma bagagem extra em uma companhia dessas vale ouro.

Caso você já saiba exatamente quanto vai levar de bagagem, algumas companhias permitem que você acrescente isso no ato da compra da passagem. Sai muito mais barato do que deixar para pagar isso no aeroporto.

Claro que esse tipo de regra varia de companhia para companhia e até de vôo para vôo. Então fique bem atento na hora de comprar sua passagem para não se esquentar depois.

Ryanair: Uma companhia irlandesa que oferece uma ampla opção de rotas
Ryanair: Uma companhia irlandesa que oferece uma ampla opção de rotas

Achei que era aqui mas era lá

Outro ponto que você precisa ter muuuita atenção: O aeroporto!!! Nem sempre as companhias low-cost utilizam os principais aeroportos das cidades. Então na hora de comprar sua passagem ou tentar combinar dois vôos “fique atento!”. Na minha viagem pela Ásia vou utilizar low-cost e vou ter que migrar de aeroporto mais de uma vez. Então para não chegar em um lugar achando que é outro, olhe bem o seu bilhete e fique atento na hora da compra – trocas e cancelamentos nesse tipo de companhia também são bem chatos.

E aí, no fim das contas.. low-cost vale a pena?

Bom, isso vai depender do que você está buscando. É uma opinião que vai mudar de pessoa para pessoa. O que eu posso fazer por você é listar as vantagens que eu vejo em viajar de trem (rsrsrs):

• São rápidos;

• Não são tão caros;

• Não precisa despachar bagagem;

• Não precisa se preocupar com peso das malas;

• Chegam em estações no centro das cidades;

• Oferecem uma vista mais atrativa;

• Tem mais espaço para as pernas;

• Tem o incrível poder de te fazer ganhar tempo mesmo com uma viagem mais demorada.

Bom, é isso.. espero ter ajudado nas questões sobre as companhias low-cost. Caso você deseje pesquisar preços de passagem de trem , acesse o site da RailEurope, nosso parceiro aqui no blog.

E você já contratou seu Seguro Viagem? Lembre que ele é obrigatório para sua entrada na Europa. Os leitores do blog tem um desconto de 15% na contratação, pegue aqui o cupom de desconto. E lembre-se de utilizar o Booking para fazer suas reservas, o sistema mais seguro e com os melhores preços para você economizar.

mondial-pos-2016

Meu Primeiro Mochilão

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 29 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

4 Comments

  1. Alex Cesar

    Tudo tem que ser muito bem pesquisado. Quando as pessoas vêem uma publicidade de um trecho muito barato, não quer dizer que é sempre assim. Evidentemente que uma companhia aérea perde dinheiro vendendo passagens a 20 euros, e consequentemente se fosse sempre assim, não estariam mais voando.

    Agora, sou a favor de companhias aonde você paga a passagem barata e tem opções extras caso queira. Alguns anos atrás a Delta fez uma experiência, e criou uma empresa chamada Song. Era low cost, mas com mimos para quem quisesse pagar. A passagem super barata, mas dentro do avião não era barrinha de cereal, mas coisas bem legais, como pratos legais e até drinks feitos na hora, como dry martini, tudo cobrado. Quem quer paga, e quem não quer não paga. Mas existindo a opção. Infelizmente, a maioria das pessoas não pensa como eu e a empresa fechou!.

    Reply
    1. Robson Franzói

      É verdade Alex…. mas vou te dizer que nas Low-cost da Ásia é mais ou menos assim. O valor é bem baixo, mas não inclui nada… tudo você tem que pagar a parte – normalmente por valores altos. Mas ainda é uma opção boa caso você não queira arcar com esses itens a mais. A maioria que comprei apenas acrescentei uma taxa de bagagem despachada – quando não era inclusa.

      Obrigado pelo comentário

      Reply
  2. Dayane

    Oi Robson!
    Comecei a ler seu blog agora, já vi alguns posts bem úteis parabéns pelo conteúdo!
    Estou indo pra Europa com o marido e temos alguns trechos no roteiro que talvez valham mais a pena fazer de avião. Vamos pesquisar as low-cost certamente. A minha primeira dúvida é sobre a bagagem, iremos de mochilão. Será que dá pra entrar com ela no avião ou temos que despachar? Dai neste caso seria cobrado valor extra? Pergunto aqui pq às vezes esse tipo de informação só é dado no momento do embarque nos voos domésticos (passamos por isso nos EUA uma vez em voo de conexão). Se vc puder responder já ajuda bastante
    Muito obrigada e continue e escrever. Seus posts são ótimos!!

    Reply
    1. Robson Franzói

      Oi Day, tudo bom? Que bom que chegou a qui e está curtindo o conteúdo.

      Então.. vai depender muito do tamanho da mochila… se for muita grande não rola de entrar não… aí teria que despachar. As regras sobre pagamento extra vai depender muito da companhia e da passagem que você comprar, por isso é importante verificar esses detalhes já na hora da compra.

      Espero que continue acompanhando o blog!!! bjsss

      Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *