Gruta Lapa Doce, Pratinha e Gruta Azul, na Chapada Diamantina

Uma das grutas mais incríveis do Brasil, a Lapa Doce é certamente um dos passeios que devem estar no seu roteiro pela Chapada Diamantina. Melhor ainda se combinada com a Pratinha e a Gruta Azul.

Enfim chegamos ao último dia de passeio pela Chapada Diamantina partindo de Lençóis. Nos posts anteriores você acompanhou cada aventura e cada lugar incrível que eu conheci nessa visita de Norte a Sul da Chapada.

Veja todos os posts já publicados sobre a Chapada Diamantina

Mas antes que você ache que a viagem já está chegando ao fim, tenha calma meu pequeno gafanhoto viajante! Minha primeira viagem pela Bahia ainda está longe de terminar.

A aventura, após os passeios desse dia, segue rumo ao Capão e ao incrível Vale do Patipode então ter certeza de que ainda temos muito chão pela frente!

Falando agora dos passeios do dia, saímos de Lençóis rumo a uma das grutas mais incríveis do Brasil…

A Gruta Lapa Doce, na Chapada Diamantina

A manhã foi de despedida de Lençóis, afinal, depois dos passeios do dia, a viagem seguiria para outro lado da Chapada Diamantina: o Vale do Capão.

Com as malas no carro, caímos na estrada rumo a terceira maior gruta do Brasil. Percorremos aproximadamente 45 km de estrada até chegar no receptivo onde começa o passeio.

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

A visita na gruta é sempre feita na companhia de um guia local e com equipamentos de segurança. No total da visita, caminhamos cerca de 2 km, porém apenas 850 m por dentro da caverna.

Eu sei que muitas pessoas têm receio de visitar lugares como esse, por imaginar passagens fechadas, cavernas apertadas e sensações de claustrofobia. O que já posso adiantar é que você não precisa se preocupar, a Gruta Lapa Doce está longe de ser um lugar apertado e a visita é muito tranquila.

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

Preciso confessar que de todas as cavernas que já visitei, semelhantes a Lapa Doce, nenhuma foi tão impressionante!

De início, após uma pequena caminhada, começamos a avistar a entrada da gruta – algo que já começa a chocar. Descemos pela trilha até que finalmente temos a vista da entrada principal e, acredite, ela é incrivelmente grande e mostra como realmente somos pequenos.

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

Da entrada em diante, seguimos de capacete e temos o auxílio de lanternas – tudo prontamente entregue no começo do passeio.

Ao adentrar a gruta, nossos olhos começam a se acostumar com a escuridão. A entrada principal vai ficando cada vez menor e as belezas do interior se revelam magnificamente.

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

Formações milenares, esculpidas pelas mãos da natureza, estão todas ali… lindas e nítidas diante dos nossos olhos. As chamadas estalactites, estalagmites, cortinas, entre outros nomes técnicos… tudo junto formando um incrível museu que guarda segredos da origem do mundo.

Os 850 metros que visitamos dentro da gruta são percorridos em mais ou menos 1 hora e meia e, pode acreditar, é só uma pequena parte da imensidão que existe ali.

Hoje já existem mais de 18 km de gruta mapeados!! Sim, e desses quilômetros nós visitamos apenas oitocentos e cinquenta metros!!

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

No decorrer da visita podemos perceber como a natureza é perfeita em sua maestria. Podemos ver desenhos e formas que parecem esculpidos por artistas… mas na verdade é tudo trabalhado naturalmente pelo tempo.

Não posso deixar de comentar que um dos momentos mais mágicos lá dentro, foi quando nosso guia pediu para que todos fizessem silêncio e apagassem suas lanternas. Um momento incrível e curioso… escuridão absolutasilêncio absolutoe um medo tênue da minha barriga roncar e acabar com o clima do passeio juro, fiquei tenso!

Gruta Lapa Doce, Chapada Diamantina

Sem dúvidas um dos lugares mais incríveis que já visitei nesse sentido. O tamanho da Gruta Lapa Doce é algo que realmente impressiona!

Depois da visita, antes de seguir para a Gruta da Pratinha, fizemos uma pausa para o almoço ali mesmo – acabei não tirando foto, mas achei o restaurante da Lapa Doce bom! Vale a pena!

Gruta da Pratinha e Gruta Azul, na Chapada Diamantina

Tanto a Gruta Lapa Doce quanto a Pratinha e Gruta Azul estão localizadas no município de Iraquara, portanto é uma boa jogada fazer os passeios no mesmo dia – de início vou comentar sobre a Pratinha e depois sobre o que achei da Gruta Azul.

Bom, saindo da Lapa Doce, são cerca de 8 km de estrada de terra até a Pratinha. Nesse passeio existem diversas atividades que você pode contratar de maneira separada – normalmente elas não fazem parte do passeio que você fecha com as agências.

Pratinha, Chapada Diamantina

Dentre as opções, existem a flutuação na Gruta da Pratinha, foto subaquática, tirolesa, caiaque e coisas do tipo – você também pode apenas contemplar o lugar, se for o que preferir.

Eu acabei optando pela flutuação, que acho que realmente era o mais legal das opções.

Flutuação na Gruta da Pratinha

Para essa atividade você vai receber snorkel, óculos de mergulho e colete salva-vidas. Um guia local vai acompanhar o grupo e passar todas as instruções.

Pratinha, Chapada Diamantina

Existem lugares que você não deve tocar o solo – por questões de preservação mesmo. Vale ressaltar que de forma geral é uma atividade bem tranquila.

Começamos flutuando na área aberta e adentramos a gruta, totalmente no escuro – nossa única fonte de luz foram as lanternas! A sensação é bem diferente, pois a profundidade da gruta é grande – parece que estamos vendo uma outra versão da Lapa Doce, só que nesse caso cheia de água.

Lá dentro também passamos pela experiência de ficar em silêncio e apagar as lanternas – muito legal! Na saída, encontramos uma tartaruguinha nadando na escuridão… tadinha, fiquei pensando se ela sabia onde estava ou tinha se perdido…

A parte final da flutuação é mais rasa, já na parte iluminada, onde a água é super azul e encontramos muitos peixes.

No total, o percurso da flutuação tem cerca de 150 metros e não dura mais que 30 ou 40 minutos.

Pratinha, Chapada Diamantina

Depois da flutuação nós apenas passeamos pela estrutura do lugar e seguimos para a Gruta Azulcaminhando mesmo, já que é bem ao lado!

Sobre a Gruta Azul

A Gruta Azul não foi dos lugares que mais me impressionei. Depois de ter visitado o Poço Encantado e o Poço Azul, essa gruta acaba não fascinando tanto.

Veja aqui como é o Poço Encantado e o Poço Azul

Outra questão que nosso guia comentou é sobre a preservação da Gruta Azul, que não chega a ser igual ao Poço Encantado ou Poço Azul. O controle ali não é feito da mesma forma e, talvez, por conta disso, a Gruta Azul possa estar sofrendo um pouco.

Se você visitou o Poço Encantado e o Poço Azul, vai ver que não precisa gastar muito tempo nessa gruta – como não vai pagar adicional, no máximo uma visita rápida.

Dica importante: por conta da estrutura e do fácil acesso, a Pratinha é uma das atrações que costumam ficar bem cheias. Procure evitar finais de semana ou feriados, se conseguir ajustar seu roteiro!

Nosso dia ainda não terminou ali, depois da visita seguimos para um dos cartões postais da Chapada Diamantina e onde encerraríamos essa etapa da viagem: o Morro do Pai Inácio, que comento no próximo post

Informações importantes sobre os passeios

Sobre a Gruta Lapa Doce

Horário de funcionamento: diariamente das 8h às 18h
Valor de entrada: o valor varia de acordo com o tamanho do grupo. Para uma pessoa o valor é R$ 60,00, para 2 pessoas o valor é R$ 40,00 (para cada um) e acima de 3 pessoas o valor individual é R$ 30,00. Crianças de até 5 anos não pagam e de 5 a 10 anos pagam meia entrada.

Como chegar na Gruta Lapa Doce

O principal ponto de partida para chegar na Gruta Lapa Doce é a cidade de Lençóis. De lá você precisar seguir pela BA-144 por cerca de 12 km, até chegar na BR-242 – sentido Iraquara.

No caminho você vai passar pela entrada do Morro do Pai Inácio e também pela entrada da Pratinha, apenas siga em frente. Ao chegar na bifurcação que indica o sentido Palmeiras, ignore e siga no sentido Seabra!

Você vai encontrar uma entrada à direita indicando Grutas da Torrinha e Gruta da Lapa Doce. Basta entrar ali e seguir a sinalização até a gruta.

Sobre a Pratinha

Valor de entrada: R$ 30 + valor da atividade escolhida

Flutuação: R$40,00
 Tirolesa: R$ 20,00
 Foto subaquática: R$ 30,00
 Wifi: R$ 5,00

Esse valores podem ser alterados conforme a época da sua viagem, então é interessante ter eles apenas como uma referência. Lembrando que as taxas de entrada muitas vezes já podem ser negociadas com a agência, caso você opte por contratar dessa forma.

Como chegar na Pratinha

Como você pode ver, o caminho é o mesmo para Lapa Doce, saindo de Lençóis – passando pela entrada do Morro do Pai Inácio, você também passou pela entrada da Pratinha. Basta entrar e seguir a sinalização.

Pratinha, Chapada Diamantina

O que levar nos passeios

Para a visita na Lapa Doce você precisa apenas de uma roupa confortável para caminhada. Se quiser levar uma lanterna, pode ficar à vontade – mas eles têm lanternas à disposição.

Para a visita na Pratinha você precisa de roupa de banho, toalha e chinelo. Óculos de sol e protetor solar também são aconselháveis.

Procurando hospedagem em Lençóis

A cidade de Lençóis é o principal ponto de partida para explorar a Chapada Diamantina.  Ela tem uma ótima estrutura para receber viajantes, com opções para todos os bolsos.

Hotel Canto das Águas, Lençóis - Chapada Diamantina

Lembrando que ao fazer sua reserva por esses links aqui do Booking, você contribui com o blog e não gasta nada a mais com isso – essa é uma ajuda super importante que você pode me dar

Veja aqui os melhores hotéis de Lençóis.

Agência para passeios na Chapada Diamantina

Todos os passeios que fiz na Chapada Diamantina foram acompanhados de guias locais, o que tornou minha experiência muito mais proveitosa – tanto em questão de tempo quanto de informações sobre os lugares.

A agência que organizou minha viagem na Chapada foi a Venturas que, como já comentei nos outros posts, tem um trabalho muito bom! Posso recomendar de olhos fechados!

A proposta da Venturas é oferecer o melhor de cada destino de uma forma completa pra você, sem que você tenha que se preocupar com a logística da viagem – você fala com eles e eles organizam tudo pra você.

Hoje a Venturas é parceria do blog e oferece preços e condições especiais para os leitores – o que realmente me deixa muito feliz!

Se quiser trocar uma ideia com eles, basta entrar em contato e comentar que você conhece o Robson, do blog Um Viajante, e tem interesse em um pacote pela Chapada Diamantina.

Acesse aqui o Site Oficial da Venturas

Tudo sobre a Chapada Diamantina

Aqui no blog você já encontra muitas informações sobre minha viagem pela Chapada Diamantina, que foi viabilizada pela marca SBAda qual me tornei Embaixador no Brasil e no Mundo!

Veja aqui todos os posts sobre a Chapada Diamantina!

Se você tiver dúvidas ou se já visitou a Lapa Doce, Pratinha ou Gruta Azul e quiser deixar alguma dica, fique à vontade para comentar aqui no post! Valeuuuu!

About The Author

Robson Franzói é um curitibano de 29 anos, formado em design e obcecado por descobrir coisas novas. Em 2012 decidiu correr atrás dos seus sonhos e no seu primeiro mochilão descobriu sua grande paixão: viajar! Amante também da fotografia, o garoto criou esse blog para compartilhar suas histórias, aventuras e clicks pelo mundo. Suas fotos já estão ficando conhecidas, aproveite e acompanhe o Instragram @blogumviajante

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *